SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

sábado, 1 de maio de 2010

Polônia católica, exemplo de luta em defesa da vida e contra o aborto

O primeiro país no mundo a legalizar o aborto foi Lênin, na Rússia, em 1920, durante a revolução bolchevista. Ao invadir a Polônia, os nazistas o legalizaram naquele país. Depois da Segunda Guerra Mundial, o aborto foi legalizado em todas as nações do chamado bloco socialista (ex-URSS), sendo efetivado na Polônia sob pressão em 27 de abril de 1956. Ao se cumprir o quinquagésimo aniversário da lei, em 2006, foram oferecidas orações em reparação na capela da Divina Misericórdia, em Krakow-Lagiewniki.

Jasna Góra, Promessa da Nação Polonesa

Escrita na prisão pelo Primaz da Polônia, Cardeal Stefan Wyszyñski, durante a pior perseguição à Igreja na Polônia, a Promessa solene foi feita por cerca de um milhão de peregrinos na Capela de Nossa Senhora de Czestochowa, em 26 de agosto de 1956. Parte do texto desta Promessa se refere á defesa da Vida:

“Santa Mãe de Deus e Mãe do Bom Conselho! Vos prometemos com nossos olhos fixos no presépio de Belém, que a partir deste momento nos manteremos vigilantes em nossa defesa pela Vida desde o seu início. Lutaremos por defender cada menino nascido e por nascer tão valentemente como nossos pais lutarem pela existência e a liberdade de nossa nação, pagando com seu próprio sangue. Estamos preparados para sofrer a morte antes de afligir a morte aos indefesos.
“Consideraremos o prazer da vida como a bênção maior do Pai de toda a vida e como o tesouro mais valioso de nossa nação. Mãe de Cristo e Casa de Ouro! Vos prometemos manter e defender a indissolubilidade do matrimônio, a dignidade da mulher e velar pelos lares para que a vida dos polacos seja segura”.


Em 26 de agosto de 2006, por ocasião do quinquagéssimo aniversário da fatídica lei do aborto, o Primaz da Polônia, Cardeal Josef Glemp, renovou as Promessas de Jasna Gora, as quais são repetidas nas missas de cada uma das paróquias em toda a Polônia. Na década de 70 quase 300 mil abortos eram praticados anualmente. Em 1978, o Cardeal Karol Woityla, polonês, é eleito Papa, e no ano seguinte faz sua primeira peregrinação à Polônia. Lá, ele celebra a Santa Missa na Praça da Victória, em Varsóvia, na festa de Pentecostes. Foi a partir daí que saiu o primeiro alento de liberdade e exortação à dignidade da pessoa e na defesa da vida concebida.

Cruzada de orações em defesa dos não nascidos

Confiados no poder da oração e em resposta ao chamado do Santo Padre, João Paulo II, um grupo de católicos leigos de Krakow iniciou uma oração sistemática a nível nacional em defesa dos não nascidos. Esta corrente de orações foi iniciada em 12 de outubro de 1980, denominada “Dia Mundial da Oração pela Família”. As metas desta Cruzada era: despertar e sensibilizar consciências; rezar pela intenção da abolição das leis pró aborto; reconhecer o direito incondicional á vida a toda criança não nascida. Havia também o compromisso de uma oração diária, uma missa em cada semana e uma Sagrada Comunhão todo mês, além de um dia de sacrifício em recolhimento. De início, várias centenas de milhares de pessoas se unem à Cruzada.

Adoção espiritual a uma criança não nascida

A idéia da adoção espiritual começou na Inglaterra e na França pouco depois das aparições de Nossa Senhora de Fátima em resposta a seu chamado para rezar o Rosário e para corrigir os maiores pecados. Em 2 de fevereiro de 1987 se celebrou o primeiro ato de adoção espiritual na Polônia na igreja dos Padres Paulinos em Varsóvia, que consiste no seguinte:
- Fazer uma promessa pública de oração (até onde seja possível) durante uma Missa solene, depois de uma preparção espiritual com um retiro de três dias;
- Oração diária por 9 meses por uma criança conhecida somente por Deus. Um mistério do Rosário e orações especiais.
- Compromissos adicionais voluntários.

A cada ano milhares de pessoas se uniam à adoção espiritual, conscientes de que há mais deles que abortos na Polônia. Eram três os Centros para Adoções Espirituais: o principal ficava em Jasna Gora, Czestochowa; o outro, Movimento para a Propagação da Adoção Espiritual, em Gdansk; e o terceiro, o Centro de Adoção Espiritual, no Santuário da Divina Misericórdia, em Krakow-Lagiewnski.

Oração Diaria:

"Senhor Jesus, pela intercessão de Maria vossa Mãe, quem vos deu a luz por amor, e pela intercessão de São José, um homem de Fé, quem de Vós cuidou desde vosso nascimento, Vos rogo por esta criança não nascida que está ameaçada de morte, a quem adotei espiritualmente. Vos suplico, dês a seus pais o amor e a valentia que necessitam para preservar a vida deste filho, que vós mesmo ordenaste para ele. Amém".

Rosário pela Defesa da Vida e da Família

Nossa Senhora em suas aparições nos pede que rezemos o Rosário e nos promete que através dele podemos pedir qualquer coisas. Nós com frequência rezamos o Rosário individualmente pela intenção da defesa da vida. E durante muito ofícios nas igrejas em defesa da vida. Vida Humana Internacional, na Europa, oferece um Rosário em defesa da vida e da família, iniciado por famoso ginecologista e defensor da vida Prof. Wlodzimierz Fijalkowski.

Peregrinações de Defensores da Vida até Jasna Gora

Anualmente, no sábado anteior à Consagração do Dia da Vida (25 de marçõ) realiza-se uma peregrinação nacional dos defensores da Vida ao Santuário de Nossa Senhora de Czestochowa. A iniciativa foi do movimento “Cruzada de Oração”. Atualmente todos se uniram a ela.

Estações da Cruz por uma criança não nascida

A cruzada de oração começou a prática de nomear as Estações da Cruz pela criança não nascida, durante a Semana Santa e em contemplação do sofrimento de Cristo no contexto do pecado do aborto. Os textos mais famosos das Estações da Cruz para a criança não nascida foram preparados pelo sacerdote Stanislaw Mmaslanka, assistente eclesiástico da Cruzada de Oração, os quais foram considerados durante a Peregrinação para Czestochowa e publicados posteriormente.

Oração pela conversão dos inimigos da vida

As constantes demonstrações de ataques e provocações dirigidas para a legalização do aborto converteu-se na causa que inicia a oração pela conversão dos inimigos da vida. Vida Humana Internacional na Europa fundou e dirige este programa há dois anos. Até esta data, mais de 2 mil pessoas tem se reunido em oração. A oração pelos Inimigos da vida é difícil e requer vencer emoções negativas, mas é muito necessária. Todos são convidados a que se unam em oração pessoal e se sacrifiquem por esta importante intenção. No entanto, novas pressões, iniciativas e provocações de legalizar a matança de crianças por nascer na Polônia aparecem constantemente. Muitas pessoas do mundo da política, dos meios de comunicação, feministas anti-vida e outros a promovem. Eles se opõem a Deus, o criador da Vida e prejudicam o povo e a sociedade. Orações são feitas com amor por sua conversão!

Oração

“Senhor Jesus, Vós oraste desde a cruz com amor por teus perseguidores. Abre meu coração para que possa orar pelos inimigos da vida, por aqueles que querem matar a crianças indefesas no ventre de suas mães, fazer mal às mulheres e causar grande dor nelas.
Senhor, vos rogo pela conversão dos inimigos da vida!
Também vos peço, Senhor Jesus, para que suas malignas intenções não se realizem e que cada criança concebida possa nascer felizmente.
Para isto, peço por intercessão especial de Maria a Mãe de Deus e nossa Mãe, assim como também pela intercessão de Santa Joana Bereta Molla, da beata Madre Teresa de Calcutá, de São Maximiliano Kolbe, do servo de Deus Jerzy Popieluszko e de Santa Faustina Kowalska".

Oração em Santuários Marianos

Na Polônia existem perto de 200 santuários marianos, muitos dos quais são muito antigos. O culto a Maria na Polônia está unido à tradição polonesa e é por sua vez muito ativo. Todos os santuários oferecem orações em defesa da vida. Muitos deles mantêm vigílias periódicas de oração em defesa da vida por toda a noite perante o Santíssimo Sacramento. Orações pró-vida têm lugar em todas as catedrais da Polônia (incluindo a catedral real em Krakow, em Wawel).

Missas e procissões com velas e o Rosário na celebração dos Santos Inocentes

Na Festa dos Santos Inocentes, 28 de dezembro, celebram-se Missas e fazem-se procissões com velas e reza-se o Rosário pelas crianças não nascidas. A primeira procissão ocorreu em 1993, partindo da Basílica de Santa Bridget, em Gdansk, até a Basílica de Nossa Senhora, com a participação do arcebispo de Gdansk. Atualmente, estas procissões têm lugar na maioria das cidades da Polônia.

Missas e marchas pela vida na Consagração do Dia da Vida

A pedido dos defensores da vida, o episcopado polonês declarou o dia 25 de março como a festa da Anunciação consagrada ao Dia da Vida. Neste dia são rezadas missas em defesa da vida, promessas de adoção espiritual, procissões com velas e a reza do Rosário.

Oração na Rádio Maria

A Rádio Maria, que tem vários milhões de ouvintes de fala polonesa através do mundo, está muito comprometida na defesa da vida. Oferece constantes orações com tal fim. Dentre as quais, o Rosário diário, reuniões no Santuário de São José, em Kalisz, divulga e se une às oações pró-vida que têm lugar em vários santuários e durante as marchas processionais.

Orações de pessoas consagradas

Quantidade de pessoas que rezam constantemente pela proteção da vida: sacerdotes (28.546, incluindo os pertencentes às Ordens), mulheres religiosas (23.304 freiras polonesas), religiosos de modo geral (6.325 sacerdotes e 1.522 irmãos leigos, membros de institutos seculares (1081 pessoas), seminaristas (cerca de 7 mil).
Em tempos de grandes confrontações, os defensores da vida requerem constante apoio de oração das religiosas nas ordens contemplativas.

No início, a fé na possibilidade de mudança era fraca. Depois do chamado do Santo Padre e o começo da Cruzada de Oração, a situação ficou da seguinte forma:
1. Converteu-se numa verdadeira batalha, apresentando o valor da vida e vencendo a maldade do aborto.
2. Dramática diminuição do número de crianças assassinadas, transmitindo informação e discussões.
3. Em 1993, introdução de uma lei em defesa da vida, proibindo o aborto por razões sociais ou por petição, após 37 anos de vigência da lei abortista. Depois que esta lei foi aprovada, ocorreram 777 casos de aborto. Esse número manteve-se em menos de mil.
4. Pesquisas de opinião pública mostram o incremento de apoio à defesa da vida.
5. Em 1997 houve um retrocesso e se legalizou novamente o aborto, mas no ano seguinte a vida ganhou novamente e a lei foi abolida.
6. Em 2004, a liderença esquerdista tenta impor novamente a legalização do aborto. A proposta foi recusada em sua primeira leitura – um verdadeiro milagre!
7. Atualmente, existe uma grande possibilidade de implementar legalmente a defesa da vida.

Grande oração pela defesa constitucional da vida

Atualmente, depois da renovação das promessas de Jasna Gora em seu quinquagésimo aniversário, existe a possibilidade de incluir uma emenda à Constituição Polonesa em defesa da vida desde a concepção até a morte natural. 120 representantes de vários partidos apresentaram a proposta. Desde a celebração do Triunfo da Cruz (a 14 de setembro de 2006) até a fesa de Cristo Rei (26 de novembro), a Polônia reza diariamente á Santíssima Trindade, através da intercessão da Sagrada Mãe, Rainha da Polònia, assim como aos servos de Deus João Paulo II, Cardeal Stefan Wyszynski e o reverendo Jerzy Popieluszko, para a proteção constitucional da vida desde o momento da concepção. Reza-se o Rosário da Divina Misericórdia e oração mariana “Sub Tuum Praesidium”.

Proposta: Cruzada mundial de oração para a defesa da Vida

Resultados do primeiro Congresso de Oração Pró-Vida

- Estabelecer um comitê internacional;
- Publicar as simples razões desta oração;
- Focar mensalmente um país diferente que mais necessite oração e apoio na batalha pela vida.
- Anunciar na Internet os países que sigam as intenções.

Jaculatórias a serem rezadas:
“Cristo Jesus, doador da vida e vencedor sobre a morte, Rei do Universo, tem piedade de nós (3 vezes);
“Maria, Mãe do Filho de Deus, Mãe da Igreja, Rainha da Polônia, rogai por nós (3 vezes);
“João Paulo II, servo de Deus, intercedei por nós;
“Stefan Wyszynski, servo de Deus, intercedei por nós;
“Reverendo Jerzy, servo de Deus, intercedei por nós”.
.
Pede-se a todos apoiar esta iniciativa através de suas orações pessoais. Mas o exemplo da Polônia já corre o mundo: foi o primeiro país a abolir a lei do aborto e, provavelmente, será em breve o primeiro a constar em sua Constituição o princípio de proteção especial á vida do nascituro desde a concepção até o seu nascimento. Que belo exemplo para os países que se dizem ainda católicos, como, por exemplo, o Brasil!

Nenhum comentário: