SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Sacerdote assassinado na Índia

Continua o martírio de católicos na Índia. Desta vez, um sacerdote foi barbaramente assassinado, conforme informa a agência Fides:
Vasai (Agência Fides) – “Nós sacerdotes oferecemos a nossa vida no dia da ordenação. A nossa vida não nos pertence, mas é de Deus. Pe. Peter hoje foi acolhido pelo Senhor e por Nossa Senhora dos Abandonados (Our Lady of Forsaken), à qual era muito devoto”: é o que declara numa conversa com a Agência Fides, Dom Felix Machado, Bispo de Vasai (nas proximidades de Mumbai), contando sobre um evento que abalou toda a comunidade do território, católica e não: a morte de Pe. Peter Bombacha, sacerdote de 74 anos, assassinado por desconhecidos na noite passada, em sua casa pouco distante do arcebispado. "Encontrei o corpo de Pe. Peter num lago de sangue esta manhã" - conta à Fides Dom Machado, alertado por alguns leigos que trabalhavam com o sacerdote. "Tinha uma corda no pescoço e tesouras enfiadas na garganta. Foi uma cena chocante. A polícia foi logo ao local, iniciou a investigação post-mortem, do fato acontecido”.
O bispo continua: “A comunidade está sob shock. Pe. Peter criou e administrava, com a colaboração de alguns leigos, uma casa de recuperação para alcoolizados. Ele nasceu em Vasai e vinha de uma comunidade de pescadores: por isto seu nome era ‘Pedro’. Era querido e estimado por todos".
“Não temos ideia dos motivos do assassinato, talvez roubo ou alguém que tinha alguma coisa contra ele" – disse o Bispo, excluindo a pista de violências dos fundamentalistas hinduístas: "Não pensamos nos grupos extremistas hinduístas. Antes de tudo, as relações com a comunidade hindu no território são ótimas. Muitos fiéis hindus vieram hoje manifestar desaprovação e solidariedade. E muitos estarão presentes no funeral, que celebro na tarde do dia 29 de abril, que contará com a participação de cerca de 10 mil pessoas".
A missa fúnebre "será um momento de oração em que a comunidade, que está triste por este fato, se unirá e celebrará com esperança. Recordarei, enquanto vivemos o Ano Sacerdotal, que nós sacerdotes oferecemos a nossa vida, que pertence a Deus e dedicada ao serviço ao próximo.
"Procurarei também dar uma mensagem de coragem às pessoas, que está abalada e amargurada: oferecemos o nosso sofrimento confiando-nos a Nossa Senhora dos Abandonados, a quem Pe. Peter se dirigia na oração

Nenhum comentário: