SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

segunda-feira, 24 de maio de 2010

As Festas do Divino Espírito Santo, uma tradição multi-secular no Brasil


A população de Jacobina (BA) participou da procissão do Divino Espírito Santo ontem, domindo, 23, e homenageia São Benedito com uma nova procissão hoje, segunda-feira, 24.





Nos dois eventos, milhares de pessoas percorrem as ruas e avenidas da cidade rezando e entoando hinos de louvor e mantendo viva a tradição.
Entramos num período das grandes festas que ocorrem juntamente com a de Pentecostes. Em centenas de municípios brasileiros as festas religiosas e populares ocorrem num misto de sentido místico, sacral e profano. Em geral, os festejos são feitos com grupos folclóricos de belas apresentações e origens tradicionais. Um dos grupos mais conhecidos é chamado de “Marujada”, cuja apresentação podemos ver no vídeo acima em data anterior, e homenageia a Festa do Divino Espírito, de São Benedito, Santo Antonio e outras que ocorrem quase na mesma época.
Fora o aspecto folclórico e religioso, há um profano e cívico de rara beleza e encanto: em geral as comunidades religiosas elegem um “Imperador”, uma pessoa que vai comandar os festejos, e realizam uma bela encenação em sua coroação e diversos festejos no próprio dia de Pentecostes. Este antigo costume data de antes do Brasil Império, desde as remotas origens de nossa formação religiosa. Veja no site da festa do Divino da cidade de
Santo Amaro da Imperatriz (SC) , de cuja festa postamos alguns vídeos abaixo, uma minuciosa descrição das origens históricas da festa.
A “Festa do Divino Espírito Santo” ocorre porque a Igreja comemora o que se denomina de Pentecostes, palavra que vem do grego, “pentekosté”, no qüinquagésimo dia após a Páscoa. Nesta data, comemora-se o envio do Espírito Santo à Igreja. A partir da Ascensão de Cristo, os Apóstolos e discípulos não tinham mais a presença física do divino Mestre. Em cumprimento à promessa de Jesus, o Espírito Santo foi enviado sobre os apóstolos e a Santíssima Virgem. A origem do Pentecostes é bem remota e vem do Antigo Testamento, uma celebração da colheita (Êxodo 23, 14), dia de alegria e ação de graças, portanto, uma festa agrária. Nesta, o povo oferecia a Deus os primeiros frutos que a terra tinha produzido. Mais tarde, tornou-se também a festa da renovação da Aliança do Sinai (Ex 19, 1-16).
No Novo Testamento, o Pentecostes está relatado no livro dos Atos dos Apóstolos 2, 1-13. Como era costume, os discípulos, juntamente com Maria, mãe de Jesus, estavam reunidos para a celebração do Pentecostes judaico. De acordo com o relato , durante a celebração, ouviu-se um ruído, "como se soprasse um vento impetuoso". "Línguas de fogo" pousaram sobre os apóstolos e todos ficaram repletos do Espírito Santo e começaram a falar em diversas línguas. Pentecostes é a coroação da Páscoa de Cristo. Para os cristãos, o Pentecostes marca o nascimento da Igreja e sua vocação para a missão universal.

Festa do Divino Espírito Santo 2009

Vídeo 1 http://www.youtube.com/watch?v=nTHAQYcR8tA&feature=related







Vídeo 2 http://www.youtube.com/watch?v=JN4rj1AC3Mk&feature=related









Vídeo 3 http://www.youtube.com/watch?v=EngyqLOvh9M&feature=related








Vídeo 4 http://www.youtube.com/watch?v=TOM5608AJl4&feature=related





Nenhum comentário: