SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Comprovado: maioria dos pedófilos são também homossexuais

Quando os ativistas homossexuais falam sobre os ataques em que seus colegas são vítimas, em geral escondem que a violência impera entre eles mesmos. Assim, a maioria dos crimes cometidos pelos homossexuais são casos de ciúmes e de revides pessoais que eles mesmos cometem: e não seria para menos, pois trata-se de gente que convive com drogas, promiscuidade sexual e violência. Mas uma coisa não está muito clara ainda, pelo menos na mídia: os homossexuais são também pedófilos? É isto que começa a clarear agora.
A justiça de Edimburgo acaba de condenar, entre outros participantres de uma rede pedófila, dois militantes homossexuais. Um deles, James Rennie, de 38 anos, era antigo diretor executivo de uma organização de ativistas homossexuais, "LGBT Youth Scotland". O outro era Neil Strachan, de 41 anos, também ativista político de defesa dos gays. E os abusos comprovadamente praticados por estes dois foram os mais horropilantes e monstruosos: James Rennie abusou até de um bebê de 3 meses e de uma outra criança de 4 anos de idade; a relação de abusados do outro homossexual não é menos detestável: um bebê de 18 meses e um menino de seis anos fazem parte da lista. Os acusados eram sete e a notícia não fala se os outros cinco eram também homossexuai, pelo menos declarados. Mas foram condenados também por outros delitos, como publicar fotos de crianças pela internet e disribuir material pornográfico.
Em 2007, a revista "Empirical Journal of Same-Sex Sexual Behavior" publicou um estudo analisando 902 casos de professores envolvidos em pedofilia com seus alunos, no período de 26 anos, destacando a grande quantidade de homossexuais entre os pedófilos. Em virtude do percentual de homossexuais na sociedade, em geral, ser baixíssimo (não chega a 4%), é espantoso o percentual de pedófilos homossexuais: 63% na Irlanda, 62% na Nova Zelândia, 60% no Canadá, 54% na Escócia, e por aí vai... Não se divulga nada a respeito aqui no Brasil, pois o interesse maior é destacar apenas a violência sofrida pelos homossexuais. No mundo todo, de um total de 3457 alunos vítimas de assédios dos pedófilos, 1925 (56%) foram abusados por aqueles que eram também homossexuais.

Será que tais cifras são fornecidas aos adovados, promotores e juizes que pretendem entregar crianças para a custódia de homossexuais?

2 comentários:

Danilo Badaró disse...

Oi, Juraci, eu gostaria de discutir com meus alunos esses dados. Para isso, eu precisaria saber a fonte da notícia. Poderia me passar?

Juraci Josino Cavalcante disse...

A notícia que dei no blog tirei do Forum Libertas:
http://www.forumlibertas.com/frontend/forumlibertas/noticia.php?id_noticia=13765&id_seccion=21

Aqui vão alguns dados interessantes sobre a matéria, especialmente tiradas do informativo espanhol católico "Forum Libertas":

http://www.forumlibertas.com/frontend/forumlibertas/noticia.php?id_noticia=792


http://www.forumlibertas.com/frontend/forumlibertas/noticia.php?id_noticia=750

Também coloquei no quodlibeta outros dados relativos á adoção de crianças pelos homossexuais, veja aqui:
http://quodlibeta.blogspot.com/2008/07/o-estudo-que-freou-adoo-de-crianas-por.html