SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Caminhada com Maria leva mais de 1 milhão de fiéis às ruas de Fortaleza


Ocorreu hoje na capital cearense a IX Caminhada com Maria, que sempre traz multidões incalculáveis para a procissão. Trata-se da Festa de Nossa Senhora da Assunção, padroeira de Fortaleza, celebrada hoje. Segundo o portal G1 o público desta IX Caminhada foi calculado em 1,8 milhão de pessoas, enquanto que o jornal “O Estado” apenas destacou a presença de “mais de milhão de fiéis”. Transcrevemos abaixo a notícia divulgada hoje pelo jornal “O Estado”:
Fé e devoção. A Caminhada com Maria 2010, que teve como tema “Fica Conosco Senhor”, levou, por mais um ano, mais de 1 milhão de pessoas à avenida Leste-Oeste, rumo à Catedral de Fortaleza. Para homenagear a padroeira da Capital, Nossa Senhora da Assunção, muitos devotos vestiam roupas brancas e carregavam terços, que eram rezados durante o percurso de aproximadamente 12 km até o destino da peregrinação. Sete carros de apoio e 3 mil pessoas, que trabalhavam na estrutura do evento, conduziam a multidão. No meio da passeata, um carro da Polícia Rodoviária Federal conduzia a imagem da santa.
A Caminhada partiu do Santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Nova Assunção, e foi recebendo mais fiéis ao longo da Leste-Oeste. Próximo à Ponte do Rio Ceará, milhares de pessoas aguardavam a passagem da santa. Aos poucos, quem esperava a procissão, começava a fazer parte de um dos eventos religiosos de maior peso na Capital. Cânticos, orações e muitos agradecimentos era o que mais ouvia-se durante o trajeto.
“Essa é a maior expressão de amor da população. É muito bom ver a espontaneidade dos fiéis e o reconhecimento da origem cristã e mariana dos fortalezenses”, descreveu o arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio Aparecido Tosi Marques. Acompanhando o carro que conduzia a imagem de Nossa Senhora da Assunção, o arcebispo destacou que a participação crescente de jovens em eventos religiosos é “um sinal de que eles sentem-se inseridos na religião”. De acordo com dom José, o número crescente de participantes durante a peregrinação é reflexo da certeza que “só Deus responde às necessidades das pessoas, por isso elas estão aqui”.
JUVENTUDE ENGAJADA
Na concentração para a Caminhada, 20 jovens, entre 14 e 27 anos, preparavam-se para o trajeto. Eles são integrantes do Grupo Juventude Missionária, da Igreja do Cristo Ressuscitado, em Messejana, e estavam animados com a possibilidade de participar ativamente de um evento religioso. “É a primeira vez que nós viemos, pois o grupo só existe há um ano. Porém, sabemos que estar em expressões religiosas como essa faz parte do que é ser católico”, ressaltou o coordenador do grupo, Felipe Gonzales.
Felipe explicou a importância do jovem dentro da igreja. “O respeito por Nossa Senhora, mãe de Jesus é o principal motivo. E todos deveriam saber que ela foi mãe aos 15 anos de idade, no auge da sua juventude”, contou. Para ele, a Caminhada é puramente para fortalecer a fé. “Nós temos muita fé, posso lhe garantir isso. Sair de Messejana até a Barra do Ceará para andar quase 12 km no sol só pode ser muita vontade de selar a relação com Deus, através de Maria”, analisou.
GRAÇAS A NOSSA SENHORA
“Eu vim para todas as caminhadas, sempre peço uma graça e sou atendida”, afirmou a professora Eliete Tavares de Araújo. Ao lado dela estavam a mãe e o noivo, ambos segurando suas mãos, parte da promessa que havia feito. Paraa mãe de Eliete, Quintina Tavares de Araújo, 79, andar, cantar e agradecer à santa é um dever. “Faço pelos meus filhos, pela proteção deles. Nem me canso, vou rezando e nem vejo o tempo passar. Virei quantas vezes Deus me permitir, pois saio com o coração muito mais vivo na fé”, declarou.
O casal Sueudes Silva de Oliveira e Alexandra Sousa da Silva também caminhava em nome do agradecimento e da fé. “Faço parte da comunidade católica de Nossa Senhora de Assunção e, pela segunda vez, venho ser grato pelo que ela [santa] faz na minha vida”, disse Sueudes. Alexandra avaliou que participar do evento é uma forma de fortificar a família. “Acho muito importante, nossos filhos também farão parte dessa homenagem”, frisou.
A imagem de Nossa Senhora da Assunção chegou à Capital há 388 anos, instalando-se em seu santuário, na Barra do Ceará. Em 2012, quando completará 390 anos da chegada da santa e 10 anos de caminhada, a arquidiocese de Fortaleza planeja uma festa ainda maior.





Nenhum comentário: