SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

sábado, 27 de março de 2010

Humanae Vitae, uma encíclica profética

Profecias da Humanae Vitae

Padre Paul Marx, OSB
Em 25/07/1968, a encíclica Humanae Vitae, do Papa Paulo VI, reafirmou o ensinamento católico sobre vida, amor e a sexualidade humana. Neste documento, ele listou as consqüências da rejeição do ensinamento católico.
Ele predisse que:
1 - A contracepção levaria à infidelidade conjugal.
2 - A prática contraceptiva levaria à "degradação da moralidade".
3 - A contracepcão levaria os homens a não mais respeitarem as mulheres em geral e os levaria a tratar as mulheres como "simples instrumento de prazer egoísta e não mais como sua companheira respeitada e amada".
4 - E por último, a ampla aceitação da contracepção pelos casais levaria à imposição massiva da contracepção por governos inescrupulosos.
Em outras palavras, o Papa Paulo VI predisse que a contracepção evoluiria de um simples "escolha de um estilo de vida" para uma arma de destruição em massa. Quão terrivelmente esta profecia tem sido confirmada por programas de controle populacional e esterilização coercitiva, por quotas de redução de fertilidade e pela promoção do aborto por todo o planeta.
A contracepção, destruindo a integridade do ato marital -- unitivo e procriativo -- trouxe terríveis conseqüências para a sociedade e para nossas almas. Contracepção, em outras palavras, é a rejeição da visão da realidade a partir de Deus. É um golpe dirigido à mais íntima esfera de comunhão conhecida pelo homem à exceção do Santo Sacrifício da Missa. É um veneno degradante que elimina a vida e o amor no matrimônio e na sociedade.
Através da quebra da conexão natural e divinamente ordenada entre sexo e procriação, homens e mulheres -- especialmente os homens -- voltariam suas atenções unicamente para as possibilidade hedonísticas do sexo. As pessoas não mais veriam o sexo como algo que está intrinsecamente ligado a uma nova vida e ao sacramento do matrimônio.

Alguém duvida que é exatamente este o ponto onde nos encontramos hoje em dia?
Transcrito do blog "Contra o Aborto"

Nenhum comentário: