SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

sábado, 9 de agosto de 2008

Profanações ao Santíssimo Sacramento no Equador

A difícil situação política do Equador, governado por um grupo de extrema esquerda radical, agora está ficando mais grave perante diversas profanações que se faz ao Santíssimo Sacramento. Segundo o padre Francisco Sojos Oneto, porta-voz da Arquidiocese de Guayaquil, o Santíssimo Sacramento foi profanado no Equador em três ocasiões. A primeira foi na Igreja da Santíssima Trindade, de Nobol, de onde foram roubadas as hóstias; a segunda foi na capela do Menino Jesus de Praga, na Paróquia de Nossa Senhora de Loreto, onde houve profanação mais grave pois as sagradas espécies foram jogadas no chão e pisoteadas. Os mesmos profanadores entraram na Igreja da Santa Ceia, domingo à noite, realizando também atos profanadores. Concomitante com isto são feitas ameaças de morte a autoridades religiosas, até mesmo ao líder do movimento “pró-vida”, Padre Thomas J. Euteneuer, por combater a legalização do aborto. No próximo domingo, dia 10, será celebrada missa solene na Catedral de Guayaquil em reparação dessas profanações, a ser presidida pelo presidente da Conferência Episcopal do Equador, Mons. Antonio Arregui Yarza. A igreja local fez um comunicado explicando que, quando se faz um sacrilégio, a Igreja inteira é chamada a rezar em conjunto para sanar a ofensa cometida contra Jesus Cristo, isto é, deve-se fazer um ato de reparação ao Seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade, presentes na hóstia consagrada.

Nenhum comentário: