SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Procura-se um darwinista sincero

O blog se denomina de "Desafiando a Nomenklatura Científica", monitorado por Enézio E. de Almeida Filho, de Campinas (SP). Abaixo transcrevo "ipsis literis" o que o autor declara quem é, talvez para poupar alguém de ter que ir até ele clicando acima no link. Escreveu ele na abertura de seu blog:
"Por que sou ‘pós-darwinista’? Porque eu já fui evolucionista de carteirinha. Hoje eu sou cético da teoria macroevolutiva como verdade científica. Contudo, o meu ceticismo ao ‘dogma central’ do darwinismo não é baseado em relatos da criação de textos sagrados. Foi a séria e conflituosa consideração do debate que vem acontecendo intramuros e nas publicações científicas há muitos anos sobre a insuficiência epistêmica da teoria geral da evolução. Eu fui ateu marxista-leninista, mas hoje não tenho mais fé cega no ateísmo. Eu também não creio mais na interpretação literal dos dogmas aceitos ‘a priori’ de Darwin que são ideologicamente defendidos com unhas e dentes pela Nomenklatura científica, mas foi a Ciência que me deu esta convicção. Aprendi na universidade que quando uma teoria científica não é apoiada pelas evidências, ela deve ser revista ou simplesmente descartada. Sou pós-darwinista já me antecipando a uma iminente e eminente ruptura paradigmática em biologia evolutiva. Chegou a hora de dizer adeus a Darwin.

Em sua última postagem, transcreveu uma declaração muito apropriada sobre o tema:
Quando eles dizem que alguns proponentes da evoulção são seguidores cegos, eles estão certos. Alguns anos atrás eu cobri uma conferência dos Ateus Americanos em Las Vegas. Eu conheci diversas pessoas que estavam convictas de que a teoria evolutiva estava correta... Eles chegaram ao darwinismo deles através de um compromisso com o naturalismo e ateísmo e não através do estudo da ciência. Eles ainda estão corretos quando eles dizem que a evolução acontece. Mas eu temo que eles estão errados em se nomearem céticos livres de ideologia. Muitos deles são melhor descritos como zelotas." - Gordy Slack, na revista The Scientist, 20/06/2008.

É, meu caro Enézio, não é somente no darwinismo que se criou "dogmas" de natureza meramente filosóficos no século passado. Sou pai de quatro filhos e observei em todos os livros escolares das três últimas décadas uma enxurrada de mitos e de mentiras históricas e científicas, muitas das quais já foram exorcizadas por modernos estudos e análises criteriosas do bom senso comum. Por exemplo, dizia-se como verdade soberana que a Revolução Francesa e a bolchevista não passaram de revoltas populares. Até hoje se consigna nos livros didáticos que o golpe militar que implantou a répública no Brasil foi um movimento patriótico e popular. Durante anos, havia uma lição de ciência que dizia que as girafas cresceram seu pescoço procurando alimento nas árvores altas, lembra-se? Assim como na ciência, em vários ramos das atividades humanas se criaram "dogmas", verdadeiros mitos que felizmente estão caindo por terra.
Meus parabéns por sua coragem de entrar em confronto com a nomenklatura científica, uma casta poderosa que conta com influentes apoios na mídia e em certa elite corrupta e ávida por novidades e exibicionismos. Ainda a respeito do blog de Enézio, recomendamos reportar-se à nossa última postagem sobre o mesmo, quando damos conta de vários cientistas de renome que defendem o "Design Inteligente" como uma opção científica mais válida do que a evolução natural e espontânea de Darwin.

Nenhum comentário: