SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Abortistas são também racistas


O Blog “Contra o Aborto”divulga o seguinte texto, comprovando que os abortistas são também racistas e eugenistas. Lembremo-nos que a eugenia (pureza de raça) foi uma filosofia essencialmente nazista.
Aborto e racismo: tudo a ver!
Planned Parenthood é a maior cadeia de clínicas de aborto dos EUA. Sua fundadora, Margaret Sanger, há anos já falecida, foi uma militante feminista e grande incentivadora do controle da natalidade, principalmente entre a população mais humilde.
O que muita gente procura esconder são os motivos que esta feminista de alto calibre utilizava para sua tão nobre causa. A senhora Margaret Sanger era uma entusiasta de teorias eugenistas. A utopia que fazia a alegria da feminista era mais ou menos assim, segundo suas próprias palavras:
"Imaginemos por um momento um mundo sem o peso das classes de pessoas delinqüentes e dependentes, uma população expressiva de homens e mulheres maduros, inteligentes e críticos. No lugar da classe inerte, explorável e mentalmente passiva que agora forma o substrato improdutivo de nossa civilização, tentemos imaginar uma população de indivíduos ativos, resistentes, dinâmicos e socialmente ativos vindos de entre os mais contentes e saudáveis."
É isto mesmo! A senhora Margaret Sanger enxergava um futuro, segundo ela, sem o fardo de tantos que apenas atrapalham os mais fortes no desenvolvimento de seu pleno potencial. Entre o pessoalzinho que ficava no entorno da líder feminista, estava Lothrop Stoddard, um racista de alto calibre, e que também fez parte do conselho da organização criada pela Sra. Sanger. Resumindo, só gente boa.
Mas e hoje em dia? É de se imaginar que a organização fundada pela Sra. Sanger tenha deixado de lado estes traços racistas e eugenistas que faziam a alegria da feminista e seus companheiros. Será mesmo?
Foi exatamente esta pergunta que um grupo de estudantes pró-vida da Califórnia se fez. Para obter uma resposta direta a esta indagação, estes estudantes resolveram utilizar o expediente de ligar para várias unidades da Planned Parenthood em alguns estados norte-americanos dizendo-se interessados em fazer doações com a condição de que este dinheiro fosse utilizado por mulheres negras para o aborto de seus bebês.
Seguindo a linha da feminista fundadora, as funcionárias contactadas não demonstraram qualquer constrangimento em aceitar a doação de uma pessoa que claramente desejava que o dinheiro fosse destinado à diminuição da população negra norte-americana. Elas bem que notaram que estavam dialogando e aceitando o dinheiro de um racista cara-de-pau, mas nem se importaram. Uma das funcionárias disse, literalmente, que "qualquer que seja o motivo, nós aceitaremos o dinheiro".
As transcrições de alguns diálogos destes telefonemas estão traduzidos no próprio blog. Abaixo os links de vídeos do Youtube com os diálogos gravados.
PART I: Planned Parenthood Racism Investigation
PART II: Planned Parenthood Racism Investigation
African-American Pastors Call Planned Parenthood Racist
The Advocate

Vídeo sobre Margaret Sanger e a Ku Klux Klan
Margaret Sanger's Account Of Her Lecture To The Ku Klux Klan
Mais detalhes sobre Margaret Sanger veja o blog do Angueth

Nenhum comentário: