SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

domingo, 30 de março de 2008

Islamismo, maior religião do mundo?

Qual a religião que tem mais adeptos no mundo?

Pela informação tendenciosa da BBC de Londres é o islamismo, pois, segundo a notícia, há mais muçulmanos do que católicos no mundo. Reza assim a notícia: "O número de muçulmanos superou, pela primeira vez, o de católicos, fazendo com que o Islamismo seja a religião com maior número de adeptos no mundo, de acordo com o Vaticano".
Informação tendenciosa e parcial: a quantidade de islamitas deveria ser comparada com a dos cristãos, considerando todas as dissidências da Igreja como o protestantismo, a grega, a russa, etc, e não somente com os católicos que, aliás, antes eram maioria. Segundo o Cardeal Formenti, que deu os dados para a imprensa, o número de cristãos no mundo é de 33% da população mundial, isto é, mais de 2 bilhões, enquanto que os muçulmanos não passam de 19%.

Considerando que os muçulmanos estão divididos, na maioria, entre xiitas e sunitas, os católicos superam em número qualquer uma destas facções. O Anuário diz que a proporção da população de católicos do mundo é razoavelmente estável, mas a porcentagem de muçulmanos vem aumentando por causa da alta taxa de natalidade neste grupo, o que é bastante razoável.

No ano de 2004, a Agência Fides apresentou algumas estatísticas de modo a oferecer um quadro panorâmico da Igreja no mundo até o ano anterior. Os quadros foram extraídos do último «Anuário Estatístico da Igreja» (atualizado em 31 de dezembro de 2003) e dizem respeito aos membros da Igreja, às suas estruturas pastorais, às atividades no campo da saúde, da assistência e da educação. Em 31 de dezembro de 2003 a população mundial era de 6.301.377.000 pessoas, com um aumento de 79.483.000 em relação ao ano precedente. Na mesma data, o número de católicos era 1.085.557.000, com um aumento de 15.242.000 em relação ao ano precedente, assim repartido por continentes: África +6.231.000; América +6.678.000; Ásia +2.434.000; Oceania +113.000. A única diminuição, também este ano, se registra na Europa com -214.000.

No ano seguinte (2005), a Santa Sé divulgou os números do catolicismo no mundo, que revelam um aumento significativo de batizados entre 1978 e 2004, ao mesmo tempo que diminuía o número de padres. No último quarto de século, o número de católicos havia aumentado 45%, passando de 757 milhões para 1,098 bilhão (mais 341 milhões). Uma análise cuidadosa dos números confirma a crescente importância da África para a Igreja, continente em que o número de católicos batizados quase triplicou, passando de 54,7 milhões para 149 milhões.

Segundo os últimos dados disponíveis, de 2004 a 2005 os católicos no mundo passaram de algo mais de 1,098 bilhão a cerca de 1,115 bilhão, um aumento de 1,5%. Este crescimento relativo ficou muito próximo ao da população mundial (1,2%), de modo que a presença dos católicos no mundo permanece essencialmente sem variação (17% naquele ano, mais ou menos o percentual de hoje).
Não foram divulgadas, na notícia dada BBC, informações sobre o número de religiosos. Anteriormente, a porcentagem de sacerdotes por continente revelava pouco crescimento em algumas áreas e decréscimo em outras. O único continente que experimentou uma diminuição nesta porcentagem foi a Europa: em 2004, seus 199.978 sacerdotes representavam quase 49,3% do total do mundo, enquanto que um ano depois haviam diminuído para 48,8%.O número dos estudantes de Filosofia e Teologia nos seminários diocesanos ou nos religiosos passou de 113.044, em 2004, a 114.439, em 2005, com o aumento de 1,23%. Em 2005, de cada 100 candidatos ao sacerdócio de todo o mundo, 32 eram americanos, 26 asiáticos, 21 africanos, 20 europeus e 1 da Oceania.

Considerando, pois, os números globais, a maior religião em adeptos continua sendo o Cristianismo, e, dentre os cristãos, a maioria é esmagadoramente católica.

Um comentário:

Anônimo disse...

stGostei de ler esta materia sobre a situação dos cristãos no mundo...
me preocupava muito mais se os mulçumanos fossem já a maior religião do mundo, mas agora compreendo que esta comparação é feita apenas com os catolicos e não com os cristãos como um todo ou seja incluindo os protestantes.

devemos parar de pensar que o catolicismo somente é que é Cristão para evitar passar informações as metades como fazem os catolicos
obrigado!