SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Cresce a reação católica contra o aborto

Ao contrário do que fala certa mídia, a opinião católica contrária ao aborto continua se manifestando em várias partes do mundo, indiferente de qualquer conotação política. Vejamos alguns exemplos destes últimos dias:

Mais de 10 mil em Sevilha protestam contra luxuoso congresso sobre aborto

MADRI, 25 Out. 10 / 08:15 am (ACI).- Mais de 10 mil pessoas convocadas pelo grupo pró-vida espanhol HazteOir e Direito a Viver (derecho a Vivir em espanhol) se congregaram no sábado diante do hotel Melia de Sevilha em defesa da vida e em protesto por um congresso de luxo de "profissionais" do aborto, financiado com recursos públicos e patrocinado pela Prefeitura da cidade e a Junta da Andaluzia.
Durante mais de uma hora, explica a nota da HazteOir, as mais de 10 mil pessoas mostraram "sua condenação ante a celebração de encontros que, disfarçados de ‘congresso científico’, só buscam incrementar o negócio do aborto".
Neste ato de protesto foi lido um manifesto que reclama às administrações públicas mais responsabilidade na hora de subvencionar atividades que promovem o aborto.
O texto pede, por exemplo, que "deixem de financiar a indústria do aborto, dediquem repartições orçamentárias a programas integrais de promoção da maternidade e de ajuda à mulher ante uma gravidez inesperado".
Gádor Joya, porta-voz nacional de Direito a Viver, lamentou que a Junta da Andaluzia, a Prefeitura sevilhana e o Governo amparem aos "negociantes do aborto, declarando de interesse científico sanitário algo que em realidade não o tem" e afirmou que a presença de milhares de cidadãos nas ruas, tanto em Sevilha como em Valência, é uma nova prova de que a cidadania rechaça a lei do aborto promulgada por Zapatero.
Esther Peláez, porta-voz de Direito a Viver Sevilha, felicitou os “sevilhanos que de maneira espontânea tenham respondido" de maneira massiva ante o congresso abortista.

Ser cardeal é motivo de ânimo para o trabalho pró-vida de Dom Elio Sgreccia

Roma, 25 Out. 10 / 03:44 pm (ACI).- O Presidente Emérito da Pontifícia Academia para a Vida e um dos mais destacados peritos mundiais em bioética, Dom Elio Sgreccia, assegurou que ser criado Cardeal pelo Papa Bento XVI é um ânimo para seu trabalho em defesa da vida.
Em declarações à Rádio Vaticano, o futuro Cardeal de 82 anos de idade manifestou sua emoção após ser apresentado na lista de 24 novos cardeais anunciados pelo Papa Bento XVI.
"Entendo que é um alento ao trabalho que humildemente procuro realizar", assinalou e prometeu que "em tudo o que possa, mobilizarei pessoas para que promovam a vida humana e sua dignidade em todos seus aspectos" pois a defesa da vida "é um campo infinito, formoso e valioso para que muitos se determinem a segui-lo".
Segundo o informativo Serviço à Vida, Dom Sgreccia se distinguiu "por sua generosidade e dedicação ao serviço da Igreja". É considerado o fundador da Escola de Bioética Personalista. Foi Secretário do Pontifício Conselho para a Família entre 1992 e 1996, Vice-presidente da Pontifícia Academia para a Vida entre 1994 e 2005, ano em que assumiu a Presidência desta Academia até 2008.
O futuro Cardeal Sgreccia visitou a América Latina em numerosas oportunidades. O Instituto de Bioética da Pontifícia Universidade Católica Argentina conferiu-lhe um Doutorado Honoris Causa.
"Celebramos esta designação como um reconhecimento a um sacerdote plenamente consagrado ao serviço de Deus e da Igreja, que entregou sua vida com amor a servir às pessoas ante os novos desafios abertos pelas biotecnologias, com rigor científico, caridade pastoral e plena humanidade", indicou Serviço à Vida.
Episcopado uruguaio se manifesta contra aborto

TACUAREMBÓ, 25 Oct. 10 / 10:32 am (ACI) - A Conferência Episcopal do Uruguai manifestou seu apoio ao Arcebispo de Montevideu, Mons. Nicolás Cotugno, o qual como presidente honorário do Círculo Católico de Operários solicitou ao Ministério da Educação e Cultura intervir nesta instituição e a "remoção urgente" da comissão diretiva da mesma por acatar a "lei de saúde sexual e reprodutiva" que obriga estas entidades a asessorar sobre o aborto em "condições de risco" e proporcionar anticoncepcionais às pacientes.
Os bispos reunidos este fim de semana em Tacuarembó expressaram que vêem "com profunda preocupação a situação que se tem criado por motivo da regulamentação, por vía de Decreto de 30 de setembro passado, da Lei de Saúde Sexual e Reprodutiva, cuja instrumentação contempla algumas práticas que facilitam o aborto".
"Desta maneira se põe numa situação difícil às numerosas policlínicas paroquiais e a outras instituições da saúde vinculadas à Igreja Católica que preconizam a defesa dla vida desde a concepção e que com esta lei se vêem obrigadas a contraditar seus princípios e identidade", sublinham.
Após recordar o fato de que está científicamente demonstrado que "a vida humana começa no momento da concepção e desde esse início até seu término natural,deve ser sempre respeitada", reafirma "a liberdade de poder atuar, pessoal e institucionalmente, de acordo com as próprias convicções de consciência".

No final os prelados uruguaios podem “a intercessão da Patrona de nossa Pátria, a Virgem de Los Trinta e Três, cuja imagem nos acompanha neste festa do cinqüentenário da diocese de Tacuarembó, para que o povo uruguaio fundamente sempre suas definições legais e sua convivência nos princípios de um humanismo que defenda como valor irrenunciável a sacralidade da vida humana desde sua concepção até a morte”

Deputados brasileiros que já se manifestaram a favor do aborto

A lista de 61 deputados, divulgada pelo YouTube, já está ultrapassada. Mas vale a pena verificar qual deles foi reeleito. Na próxima legislatura alguns (ou todos) estes caras provavelmente vão voltar á carga e precisamos saber o que pensam sobre o assunto.


Nenhum comentário: