SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

A TERCEIRA VINDA DE CRISTO



Virá a nós a Palabra de Deus.
Sabemos de uma tripla vinda do Senhor. Além da primeira e da última, há uma vinda intermediária.  Aquelas são visíveis, mas esta não. Na primeira, o Senhor se manifestou na terra e conviveu com os homens, quando, como atesta Ele mesmo, O viram e O odiaram.  Na última, todos verão a salvação de Deus e verão ao que traspassaram.
Pelo contrário, a intermediária é oculta e nela somente os eleitos vêem ao Senhor no mais íntimo de si mesmos, e assim suas almas se salvam. De maneira que, na primeira vinda o Senhor veio em carne e fraqueza; nesta segunda, em espírito e poder; e, na última, em glória e majestade.
Esta vinda intermediária é como um camino pelo qual se passa da primeira para a última: na primeira, Cristo foi nossa redenção; na última, aparecerá como nossa vida; nesta, é nosso descanso e nosso consolo.
E para que ninguém pense que é pura invenção o que estamos dizendo desta vinda intermediária, ouvi d’Ele mesmo: O que me ama – nos disse – guardará minha palavra e meu Pai o amará e viremos a ele. Li em outra parte: O que teme a Deus obrará o bem; porém penso que se disse algo mais do que ama, porque este guardará sua palavra. E onde vai guardá-la? No coração, sem dúvida alguma, como disse o profeta: Em meu coração guardo teus conselhos, assim não pecarei contra ti.
Assim é como hás de cumprir a palavra de Deus, porque são ditosos os que a cumprem. É como se a palavra de Deus tivesse que passar pelas entranhas de tua alma; por teus afetos e tua conduta. Faz do bem tua comida, e tua alma desfrutará deste alimento substancioso. E não te esqueças de comer teu pão, não ocorra que teu coração se torne árido: pelo contrario, que tua alma repouse completamente satisfeita.
Se é assim como guardas a palavra de Deus, não cabe dúvida que ela te guardará a ti. O Filho virá a ti em companhia do Pai, virá o grande Profeta que renovará Jerusalém, o que o faz todo novo. Tal será a eficácia desta vinda, que nós, que somos imagem do homem terreno, seremos também imagen do homem celestial. E assim como o velho Adão se espalhou por toda a humanidade e ocupou ao homem inteiro, assim é agora preciso que Cristo o possua todo, porque Ele o criou todo, o redimiu todo, e o glorificará todo.
.

(Dos sermões de São Bernardo – (Sermão 5 no Advento do Senhor, 1-3; Opera Omnia, edición Cisterciense, 4. 1966. 188-195)

Nenhum comentário: