SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

sábado, 7 de agosto de 2010

FESTA DELLA MADONNA DELLA NEVE OU SANTA MARIA MAGGIORE

No último dia 5 de agosto ocorreu uma das festas mais concorridas e mais tradicional na Igreja, pois data de mais de 15 séculos. No Brasil, a devoção de Nossa Senhora das Neves espalhou-se tanto no tempo da colonização que até hoje há vestígios de antigas igrejas em sua invocação, como uma existente no município de Jacobina, na Bahia, obra dos antigos exploradores de ouro da região. Transcrevemos abaixo o relato extraído das Paulinas:
A invocação de Nossa Senhora das Neves é uma das mais antigas da Igreja. Conta a tradição que vivia em Roma um fidalgo riquíssimo, sem filhos, chamado João. O casal já não sabia mais como gastar toda sua fortuna. Por isso, decidiram construir templos para a Igreja. Mas não sabiam quais escolher.
Na noite de 04 para 05 de agosto de 352, João sonhou que a Virgem Maria lhe pedia para construir uma igreja no local que estivesse coberto de neve ao amanhecer. Ele acordou, contou à esposa e ambos começaram a se questionar como seria possível nevar em pleno verão, em Roma. Nessa mesma noite a Mãe de Deus também apareceu em sonho ao Papa Libério e lhe disse que no raiar do dia a neve estaria cobrindo o monte Esquilino, e alí ele deveria erguer uma igreja em sua honra.
Pela manhã a notícia do monte coberto pela neve, apesar do verão, espalhou-se pela cidade. O Papa e João, por caminhos diferentes subiram a colina, seguidos pela multidão. No cume do Esquilino os dois se encontraram, conversaram e entenderam que estavam alí pelo mesmo motivo. O Papa então demarcou a área para a construção da igreja e João financiou todo o projeto da igreja, que passou a se chamar de Santa Maria das Neves.
Na Antiguidade as colinas do Esquilino eram o depósito de lixo da cidade. Com o tempo o lugar se tornou um cemitério de escravos. Porém na época do Império Romano as colinas eram as preferidas pelos nobres para a construção de suas ricas vilas. Mesmo assim o povo não gostava do local. A construção da igreja deu nova vida à região.
Em 431, o Concílio de Éfeso foi encerrado com a proclamação da "maternidade divina da Virgem Maria".
O Papa Xisto III para comemorar essa verdade de fé quis construir uma grande igreja, bem "maior" que as outras. Decidiu que o local seria o mesmo indicado pela Mãe de Deus, ao então Papa Libério. Por isso, a velha igreja deu lugar ao monumento que é a basílica de Santa Maria Maior, adjetivo que dá conta da sua magnitude. A basílica guarda os primeiros e mais ricos mosaicos com a imagem de Nossa Senhora. De fato, é um dos maiores e mais belo santuário mariano de toda a cristandade.
Porém, a antiga tradição propagou a invocação de Nossa Senhora das Neves celebrada em muitos lugares no dia 05 de agosto. Essa devoção também chegou ao Brasil, onde o culto é vigoroso especialmente na Bahia, em Pernambuco, no Espírito Santo e no Rio de Janeiro. Nossa Senhora das Neves é a Padroeira de João Pessoa, capital da Paraíba e de todos os alpinistas.

A Igreja de Santa Maria Maggiore - antiga Nossa Senhora das Neves





Festa de Santa Maria das Neves ou Santa Maria Maggiore

Nenhum comentário: