SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Novos indicadores continuam a demonstrar o sucesso da visita do Papa à Espanha


Vejam os dados que nos dá a agência Forum Libertas, da Espanha, sobre a recente viagem do PAPA:

O sucesso da visita do Papa a Barcelona, entre 6 e 7 de novembro, para consagrar a nova Igreja da Sagrada Família é medido não só pela ampla aceitação social e leitura positiva que teve sobre o parecer social e a mídia . Outro aspecto que destaca os benefícios desta visita pastoral são algumas sondagens que diferentes meios de comunicação de vários tipos foram criados para seus leitores.
Este é o caso da estação de televisão TV3 regional e de rádio RAC1. No site da televisão dependente do Governo da Tripartite uma pesquisa na Internet, pergunta: "Será que a visita do Papa foi um sucesso?". Os resultados não podem ser mais positivos: 85,5% acreditavam que sim, enquanto os eleitores que acreditam que não, chegou a 14,5%.
Na mesma linha, a pergunta que lançou RAC1 (caracterizada pela manutenção de um tom beligerante com a Igreja Católica) aos seus ouvintes a ser abordado da mesma maneira que a TV3: "A visita do Papa é um sucesso". 81% dos ouvintes de RAC1 achou que sim, enquanto 19% disseram que não.
Observe que em ambas as pesquisas as ordens de grandeza são muito semelhantes, apesar de ser de diferentes perfis de mídia. Além disso, em termos sociológicos, todo o contexto da opinião de que mais de 80% significa que praticamente todo o mundo.
Sociologia, em termos de avaliação estima que entre 50% e 60%, o resultado é "Será que podemos fazer", mas para ter certeza que "sim" é apenas de 60% obtido certeza absoluta. Nos dois inquéritos, TV3 e RAC1 está acima de 80%, o que revela um "claro que sim." Portanto, é um sucesso em dois meios de linha editorial diferente, embora ambos longe de uma linha próxima ao catolicismo, especialmente RAC1.

Jornais anticlericais perdem leitores

Outra maneira é interessante notar o jornal “La Vanguardia”, que se dedicou sem reservas e com um grande qualidade profissional para cobrir a visita do Papa. Contrasta com esta linha o “El Periódico" da Catalunha, que assumiu a partir do anúncio da visita do Papa à Espanha uma atitude radicalmente oposta e, muitas vezes, beligerante.
Na última rodada da pesquisa, em 2010, o mais lido diário revelou que La Vanguarda foi o jornal mais lido na Catalunha à frente da concorrência, ponto final. Ao longo das quatro rodadas do levantamento que o Centro d'Estudis d'opinio (CEO) fez no ano passado, pode-se ver como La Vanguardia, sempre à frente, tem vindo a ganhar terreno sobre o segundo maior jornal.
Assim, embora a diferença no primeiro segmento seja de um ponto percentual (La Vanguardia, foi lido por 31,8% dos cidadãos que assiduamente lê jornal, contra 31% dos que lêem El Periódico); na segunda rodada a diferença cresceu 1,7% (32,6 de La Vanguardia, em comparação com 30,9% do El Periódico), o terceiro de 6,7% (35,1% vs 28,2%) e trimestre, que foi feita apenas a diferença de público entre os dois jornais é de 12 pontos percentuais. Ou seja, 39% dos leitores de jornal preferem La Vanguardia, enquanto de outro lado 27% o El Periodico.
Por outro lado, o diário El Pais, o viés anti-católico tradicional, ainda não excede 10% e situou-se em uma proporção de 9,3% dos leitores na última pesquisa do CEO. Outro jornal que tem uma linha editorial de esquerda desde a sua criação é o jornal Avui, o qual diminuiu de 7,2% de leitores no início do ano para 4,5%.
Esses dados mostram que o jornal que tem procurado a melhor visita do Papa (a notícia que encheu muitas páginas da mídia nos últimos meses que coincidem com esta última onda) tem sido o mais lido, com uma clara tendência ascendente, enquanto aqueles que têm mantido uma posição anticlerical perderam leitores.

Nenhum comentário: