SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Diplomata recusa receber prêmio junto com Obama

A propósito de nossa postagem "Há uma crise de identidade na Igreja?" , reproduzimos abaixo, na íntegra, o texto divulgado pelo blog "Miles Ecclesiae"
A diplomata americana Mary Ann Glendon, que já foi embaixadora dos Estados Unidos junto ao Vaticano, declinou hoje do prêmio que receberia da universidade católica americana de Notre Dame, a mesma que também vai premiar o presidente Barack Hussein. Em carta enviada ao reitor da universidade, Padre John Jenkins, ela recusa respeitosamente a honraria.Na carta, a diplomata lembra que agraciar o presidente dos Estados Unidos com um título honorário contraria a decisão da conferência de bispos dos Estados Unidos, para quem instituições católicas não devem honrar aqueles que se opõem aos princípios morais fundamentais. E diz que a próprioa universidade havia dado a entender que seu nome fora escolhida como uma forma de contrabalançar a presença do abortista Obama (Mary Ann Glendon é uma feminista convertida ao Catolicismo e hoje defensora da vida).A atitude de Mary Ann Glendon esquentou ainda mais o complicado caso que muitos já tratam como um escândalo - há quem o chame de "Notre Shame Affair" (Notre Dame é "Nossa Senhora" em francês; shame é "vergonha" em inglês; e affair é "caso"). Depois do anúncio do convite feito a Obama, muitos bispos reagiram, dizendo que, se era cabível convidá-lo para pronunciar a Aula Magna na universidade, em decorrência de sua posição (afinal, o cara é o presidente), não cabia homenageá-lo com um honorary degree, já que ele é um furioso defensor do aborto.Ao recusar a distinção, Mary Ann Glendon colocou a universidade e também o próprio Obama em uma situação constrangedora. A diplomata está sendo muito aplaudida nos Estados Unidos pelos católicos, que enaltecem a sua coragem de recusar uma honraria e desafiar o todo poderoso presidente. A Casa Branca já respondeu com o blablablá da diversidade de opinião e a universidade já disse que vai convidar outra pessoa.O caso da universidade de Notre Dame demonstra a tensão entre os católicos e o governo do sr. Hussein. A questão do aborto é a mais evidente: Obama está fazendo de tudo para facilitar a vida de quem aborta e para perseguir os defensorres da vida. Mas a própria questão da liberdade religiosa pode estar em questão. Não faz muito tempo, Obama compareceu a outra universidade católica onde fez um pronunciamento depois de solicitar que os símbolos cristãos existentes no salão onde discursou fossem ocultados.Vamos ver agora o que acontece.

Nenhum comentário: