SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Tempestade em copo d'água?

A revista “Veja” em sua última edição (7.12.2011), estampa um fato singular, onde vários artistas de TV ficaram desmoralizados com uma ridícula campanha que fizeram contra a construção da hidrelétrica de Belo Monte. Tentaram os artistas levantar a opinião pública nacional através de um vídeo conclamando o povo a endossar um abaixo-assinado dirigido à presidente Dilma pedindo que suspenda a construção daquela represa. Os motivos, segundo eles, são os mais justificáveis: alegam o custo elevado da obra (30 bilhões de reais), desnecessidade dela para a população (que teria enorme prejuízo) e, especialmente, prejuízos ao meio ambiente e às nações indígenas. A tônica é a defesa da chamada “energia limpa”, que não é o caso de Belo Monte. É tanta bobagem que não vale a pena repeti-lo aqui: quem quiser ter o trabalho de checar o que dizem é só acessar o vídeo, cujo link segue abaixo.
Em sentido contrário, alguns estudantes de engenharia da Unicamp fizeram outro vídeo, também postado no Youtube, desmentindo todas as afirmações dos artistas. Perante o debate criado, não temos outra alternativa a não ser acreditar muito mais nas afirmações dos estudantes. Por vários motivos: primeiramente estão mais bem informados, pois aquela Universidade lhes põe a disposição todos os recursos e informações necessárias a seus estudos; em segundo lugar, não estão procurando publicidade nem precisam de audiência na mídia, pelo menos tanto quanto os artistas de TV. Estes últimos, aliás, se mostraram completamente ignorantes com relação ao tema e levaram uma surra midiática dos estudantes. Segundo a revista foram a “nocaute”.
Há uma coisa que a revista não ressalta: aqueles artistas da moda estão conclamando a população contra Belo Monte seguindo a última receita de popularidade, que é a corrente revolucionária chamada “indignados”; foi com base nesse princípio de “indignação”, já manifestado em várias arruaças e campanhas de ruas nas principais cidades da Europa e Estados Unidos da América, que os ditos atores fizeram sua conclamação pública. E, como tem ocorrido em outros lugares, também fracassaram... E não foi somente por causa do vídeo dos estudantes, pois se alguém tiver a curiosidade de verificar no próprio Youtube (onde os internautas manifestam sua opinião sobre o vídeo), poucos são aqueles que estão de acordo com eles: a grande maioria está mesmo indignada é contra o vídeo... Inclusive aqueles que se manifestaram antes do vídeo dos estudantes (quer dizer, antes do dia 26 de novembro). Vejam abaixo, como exemplo dentre centenas deles (faça-se uma pesquisa e verá), apenas algumas vozes indignadas que estamparam lá o seu protesto contra o vídeo:

Mais recentes, após o vídeo dos estudantes da Unicamp:

O que pensar desses atores? Ignorantes? Inocentes úteis? Usam o poder de suas imagens, sem responsabilidade de conhecer o que estão defendendo? São gananciosos? Vendem suas imagens por dinheiro, independente da causa? Manipulam o pensamento das pessoas com informações falsas, é demais! Na realidade esse vídeo é uma FALÁCIA: ação de enganar com má intenção. Dediquem um tempinho lendo e vendo depoimento de especialista (não palpiteiros) da área energia e ambiente e não falem besteiras ...

Depois de transformar uma bolinha de papel numa bobina, agora a Globo quer que acreditemos ser inviável a construção da hidrelétrica de Belo Monte. Tem muitos vídeos de profissionais da área que defendem a obra. Lugar de artista é no elenco de novela, já que há quem assista esse lixo.

Fala sério, tão gastando muito mais dinheiro com a copa, e uma coisa pra desenvolver o país não podem gastar! Utilizar artistas famosos pra influenciar a população é absurdo. Ficam falando lorota sendo que energia eólica produz um pouquinho só de energia e definitivamente não poderia substituir as hidrelétricas. Estrangeiro vem aqui, desmata a floresta e todos deixam, brasileiro quer usar pra uma coisa boa pra nós e não pode. Quem tá por trás da campanha é gringo q tem medo q o brasil avance.


Mais antigas, antes do vídeo dos estudantes:

Realmente os atores da Rede Globo estão totalmente desinformados. Acham que eles não leem jornal. Para quem não sabe Há um consórcio envolvendo empresas do Governo Federal e particulares que irão participar do referido Consórcio para construção de Belo Monte. Como se sabe no Brasil todas as obras no final têm participação do Governo Federal porque há interesse no desenvolvimento do País.

O vídeo é mentiroso a medida que ele até muda a posição do parque nacional do Xingu! Ele fala que o parque está abaixo da usina, e este está a quase 400km acima da usina e não terá atingido 1mm quadrado de sua área. Se mentem numa coisa clara e evidente como esta imaginem o que fazem com as outras!

Alguém já se perguntou porque os gringos não protegem as florestas deles, pq os ambientalistas não se manifestaram quando houve o vazamento da BP no Golfo do México? Vocẽs acreditam mesmo que a preocupação é mesmo com os índios e os animais que dependem da floresta!!?


A campanha contra Belo Monte se assemelha muito àquela outra contra a “transposição do Rio São Francisco”, que foi encabeçada inclusive por um bispo. Diziam que o Rio São Francisco está morrendo e vai morrer mais depressa com a tão propalada “transposição”. A ignorância sobre o tema era tal que até a palavra “transposição” era utilizada de forma errada, pois o rio, na realidade, não teria seu leito “transposto” ou mudado de direção, apenas se faria um canal para “desviar” um volume d’água equivalente a cerca de 2% do total do rio. E ninguém, por exemplo, alegou em defesa da obra que aquela água vai mesmo ser desperdiçada no mar, por que então não aproveitar um pouco dela antes de ser lançada no oceano? A favor da obra, só o governo com suas suspeitáveis explicações. Contra ela, parte da mídia e um bispo em busca de popularidade. O grande público, que deveria ser parte importante no debate, ficava indiferente e até mesmo ignorante sobre o que se discutia, pois as informações não eram dadas com presteza para esclarecer as mentes.
O problema agora se repete com a usina de Belo Monte, a qual sofre renhida guerra dos ecologistas e indigenistas contra a sua construção. Inclusive com sérias batalhas judiciais, a ponto do Governo haver diminuído em 2/3 o tamanho da obra.






Tempestade em copo d’água

http://www.youtube.com/watch?v=gVC_Y9drhGo








Gota d’água

http://www.youtube.com/watch?v=TWWwfL66MPs

Nenhum comentário: