SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA

SÃO JOSÉ DE ANCHIETA E A NATUREZA
São José de Anchieta

sábado, 26 de março de 2011

Arautos têm apoio do Vaticano, dos bispos e do povo equatoriano


Quito, 23 mar (SIR/EWTN Noticias) - A Conferência Episcopal Equatoriana (CEE) anunciou nessa segunda-feira que o Papa Bento XVI nomeou o atual Bispo de Guaranda e Secretário da CEE, Dom Angel Polivio Sánchez Loayza, como Delegado Pontifício do Vicariato Apostólico de San Miguel de Sucumbíos ante o Governo.
O comunicado assinala que a nomeação estipula como funções do Dom Sánchez ajudar "nas tarefas pastorais desse Vicariato enquanto não seja tomada outra decisão". Esta nomeação, explicou o Arcebispo do Guayaquil e Presidente da CEE, Dom Antonio Arregi, não significa a substituição do atual Administrador Apostólico do Vicariato e sacerdote dos Arautos do Evangelho, mons. Rafael Ibarguren, quem se mantém no cargo até que seja nomeado o novo Bispo. Os Arautos do Evangelho são uma associação internacional de direito pontifício reconhecida pela Santa Sé em 2001 que também realizam seu trabalho apostólico nesta zona do Equador. A Associação foi fundada pelo brasileiro Mons. João Scognamiglio Clá Dias. Dom Ibarguren assumiu a administração apostólica do Vicariato de Sucumbíos logo depois da renúncia de quem fora durante 40 anos Bispo ali, o carmelita de origem espanhola Dom Gonzalo López Marañón. Em declarações à Radio Sonorama, Dom Antonio Arregui explicou que com a nomeação de Dom Sánchez Loayza como Delegado Pontifício de Sucumbíos "o Santo Padre interveio enviando um bispo que é nosso, de nossa diocese, que tem o importante cargo de ser o Secretário Geral da Conferência Episcopal para que represente o Vicariato ante o Governo". Dias atrás o presidente Rafael Correa criticou que mons. Ibarguren estivesse à frente do Vicariato do Sucumbíos e ameaçou vetar sua possível nomeação como Bispo. Em declarações à agência do nosso grupo em espanhol, a ACI Prensa, no dia 10 de março, o Presidente da CEE disse que "seria um precedente totalmente inaudito o que a estas alturas da história o estado pretenda regular a nomeação dos bispos".
Depois de recordar a independência que deve existir entre a Igreja e o Estado, o Arcebispo disse que "o Presidente (Correa) tampouco assegurou que procederá a vetar uma nomeação, mas sim afirmou que poderia fazê-lo".
Fonte:
Verbonet

Conferência episcopal do Equador apóia os Arautos do Evangelho

O presidente da Conferência Episcopal do Equador, Monsenhor Antonio Arregui, que é também Arcebispo de Guayaquil, declarou que os Arautos do Evangelho, encarregados do Vicariato Apostólico de Sucumbios, são uma sociedade de vida apostólica reconhecida pelo Papa. “Não é uma seita”, disse referindo-se às palavras pronunciadas pelo presidente Rafael Correa, que classificou os Arautos como “seita fundamentalista”.
Declarou ainda Monsenhor Arregui que é o Papa quem legitima as entidades na Igreja. E se tem a aprovação da Santa Sé, não há distinção entre os Arautos e os Carmelitas.
Rafael Correa havia dito que os membros dos Arautos do Evangelho “são tipos que se vestem de forma medieval, que querem apagar do mapa toda a ação social na zona”. Além do mais, o presidente equatoriano deu seu apoio ao bispo emérito do Vicariato, Monsenhor Gonzalo López Marañón, carmelita descalço, numa aparente tentativa de criar uma confrontação dentro da igreja daquele país.
Segundo o jornal “El Universo”, em Sucumbios há um confronto entre grupos eclesiais por causa da nomeação do padre Rafael Ibarguren, EP, no lugar de Monsenhor López, o qual esteve à frente do vicariato por quarenta anos.
Informa ainda o jornal que o padre Ibarguren pediu aos fiéis para não cair na confrontação: “Não percamos tempo com querelas inúteis, em prejuízos mesquinhos, em ilusões orientadas, em atitudes negativas, em ações marcadas por interesse político, social ou econômico”.
No último domingo houve uma multitudinária manifestação das comunidades de Sucumbios a favor dos Arautos do Evangelho, conforme se pode ver no vídeo abaixo.
O que se vê é uma sadia reação popular em defesa daqueles que estão a cumprir as determinações vindas do Vaticano.


video


Nenhum comentário: